A manchete

Abri o Facebook. Incontáveis histórias sobre assassinato, roubo, estupro.

“Nossa, o mundo está cada vez pior. Todos os dias, notícias tão trágicas”.

Opa! Uma luz vem forte!

Notícias. Essa é a palavra-chave.

Se as coisas que leio são ruins, é porque tem alguém que queria que eu leia coisas são ruins. Esse alguém, ou algo, melhor dizendo, chama-se jornalismo. Ou melhor, critérios escolhidos por jornalistas que definem se algo é bom (vai dar audiência e gerar polêmica) ou ruim (poucos acessos e normalidade) de ser publicado.

Mas se um dia esses critérios foram escolhidos. E também um dia podem ser mudados. Quem sabe ao invés de os jornalistas irem atrás de notícias de morte, como abutres em volta da carniça, eles se debruçassem em matérias de vida. Sim, de nascimento.

Crédito: Olympus Digital Camera
Crédito: Olympus Digital Camera

Por exemplo, agora mesmo acabou de nascer o Pedro Augusto dos Santos, com 3 quilos e 19 centímetros, em Ribeirão Preto, São Paulo. Sua mãe, Analice de Souza, não sabe se ri com o marido, Fernando dos Santos, ou se chora com Pedro. Mas o Fernando ficou mesmo do lado do Pedro. Se um dia na vida o auxiliar de pedreiro chorou na vida, esse dia nem se compara com o do nascimento do filho.
Ou então o caso da Maria Luisa, que tem tanto cabelo na cabeça, que mal dá pra ver a manchinha de nascença que despontou na testa. Mas Dirlene ainda vai olhar muito para essa marquinha ao longo dos anos que passará com a filha, só as duas, no apartamento que ela quitou depois de “dez anos de financiamento na Caixa”, como ela diz.

Nascer e morrer é a experiência inevitável de qualquer ser humano. Passar a vida com medo da morte, assustado com qualquer atitude suspeita e ainda ler e reler casos trágicos sem qualquer aprofundamento, e pior, reproduzir tais notícias sem qualquer compromisso social, já é outra história…

Anúncios

4 comentários sobre “A manchete

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s