Uma viagem por mês – versão 2016

Eu poderia até dizer que é coincidência que a viagem ao Rio de Janeiro, que deu início ao projeto Uma Viagem por Mês, de 2014, seja a mesma que abre o projeto deste ano. Porém, optei pela sinceridade. Ao viajar até a Cidade Maravilhosa no primeiro mês do ano quis abrir com chave de ouro essa ideia, que é uma das mais gratificantes que tive.

Assim como há dois anos, pretendo viajar pelo menos uma vez por mês, seja por cidades do interior de Minas ou para o exterior (quem sabe?), e relatar como foi a experiência de sair do eixo Contagem/Belo Horizonte. Minha intenção é mostrar que mesmo com pouco tempo e dinheiro é possível desfrutar do prazer que só uma viagem pode proporcionar! Enjoy it!

Janeiro – Rio de Janeiro (clique aqui para ver)

Fevereiro – Parque Hotel Pimonte, em São Francisco de Paula (clique aqui para ver)

Março – sem viagem 😦

Abril – Serra da Moeda, em Brumadinho

Devido às condições financeiras e à falta de tempo (escrever monografia tem consumido todo o meu fim de semana), neste mês fiz apenas um passeio. Fomos eu e o Thiago pro Topo do Mundo, na Serra da Moeda, em Brumadinho. Nunca tinha visitado o local, então, aproveitamos o feriado do dia 21 para subir a serra.

Lá estava acontecendo a 9ª edição do Abrace a Serra da Moeda, evento que promove um abraço simbólico em luta pela preservação do local, e, por isso, estava muito cheio! Mas foi super legal adensar o movimento contra a exploração mineral irresponsável.

Com o fim do evento, deu para curtir melhor a Serra, que tem uma vista MARAVILHOSA! É um verde sem-fim. Além disso, tem uma vegetação exuberante, com grande diversidade de flores e pequenas árvores. A trilha que atravessa a serra também é tranquila de ser percorrida. Colocaria uma grau de dificuldade fácil nela.

topodomundo

De quebra, ainda vimos um salto de paraglider (a prática desse esporte é bem comum por lá) e ainda assustamos ao ver uma cobra coral vindo na nossa direção. Por sorte, nada de picadas. Só não almoçamos lá porque já ouvi falar que o restaurante é muito caro e, como expliquei lá em cima, não estou nas plenas condições financeiras de fazer essas gracinhas. Ah, para entrar é preciso pagar R$ 2.

Dicas: Leve protetor solar – O sol estava escaldante, e eu fiquei igual a um pimentão.

Leve blusas de frio – Apesar de estar quente no dia que fui, lá venta muito, o que pode significar correntes de ar frio.

Leve pequenos lanches e água – Se não estiver disposto a gastar muito, levar algo pra comer e beber é uma boa alternativa, já que lá não tem lanchonete.

Bate-volta: A Serra da Moeda é uma ótima alternativa se você quer fazer um programa diferente sem ir muito longe. É logo na saída de Nova Lima, e a entrada é muito fácil de ser encontrada.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Uma viagem por mês – versão 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s