Ela

Ela é exata. Não há sombra de dúvidas de que ela não esteja exatamente em seu lugar. Mesmo que alguém negue a existência dela, ou diga que isso é coisa de gente louca, basta olhar, mesmo que desatento, para ver que ela pulsa em sua direção.

Ela é sedutora. Faz com que seus olhos fixem-se, vidrados nela. E aí você repara em suas curvas perfeitas. Nem mesmo a novidade mais extraordinária te faz desviar o olhar de sua beleza inebriante.

Ela não usa de meias-palavras. Dá suas sentenças sem uma palavra sequer. Diante dela, todos se calam, respeitosos. Muitas vezes, boquiabertos.

Ela é enigmática. Some e reaparece num piscar de olhos. Nunca diz onde estava nem o porquê de estar fora. Mistério poderia ser seu sobrenome. Desprezo também. Ela não dá a mínima para os seus admiradores.

Ela é intensa. Seu brilho causa pavor e fascínio. Envolvente, nunca se cansa de fazer apaixonados. Ah, Lua, como pode ser capaz de causar tantas ilusões em um pobre coração angustiado?

Anúncios

3 comentários sobre “Ela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s