Blues, Folk e Country tomam conta de Ouro Preto nos dias 14 e 15 de outubro

Primeira edição do Festival Internacional Chapadas Folk’n’Blues leva à cidade histórica dois dias de evento, que vão contar com apresentações do eixo Blues/Folk/Country representados por 6 grupos mineiros, e uma atração Internacional, além de ações sustentáveis, dança e gastronomia

 O cenário para a primeira edição do Festival Internacional Chapadas Folk’n’Blues não poderia ser melhor. A cidade de Ouro Preto, que todo ano recebe turistas do mundo inteiro, e é reconhecida pela constante troca cultural em todas as vertentes da arte. Dessa forma, o objetivo do encontro musical, que ocorrerá nos dias 14 e 15 de outubro, na Chapada de Ouro Preto/Lavras Novas, é atuar em sintonia com a forte característica da cidade em promover o intercâmbio cultural.

Além das seis bandas mineiras, o Festival Internacional Chapadas Folk’n’Blues traz à cidade o americano nascido em Chicago Mark Greenspon, no dia 15 (sábado). Com mais de 20 anos de carreira em sua trajetória em prol do blues, o músico vem à Minas estabelecer conexões com bandas expoentes da cena musical brasileira, e apresentar seu trabalho construído ao longo do tempo de carreira.

No line-up do festival, bandas de Belo horizonte, Pedro Leopoldo, Sabará e Ouro Preto darão as boas vindas ao artista americano que vem ao Brasil pela primeira vez em sua carreira.  Quem sobe ao palco no dia 14 (sexta-feira), é a banda de BH That’s All Folk. O show começa as 21:00 horas e tem um repertório que reúne folk, blues-rock e country. Depois, é a vez do show da The Lee Gang, que dá lugar ao trio ouro-pretano HollyBomba. A noite de sexta termina ao som da Jam Session entre os músicos do festival e convidados especiais.

mark
Mark Greenspon é a atração internacional

No dia 15 (sábado), o festival continua a todo vapor, a partir das 15:00h com as oficinas de Produtos Biodegradáveis e apresentações circenses, quando às 18h as atenções se voltam novamente para o palco, com o show da Country Bumpkins, que interpreta canções de Johnny Cash, Carter Family, Crosby Stills and Nash entre outros. Em seguida, é a vez de a banda Captain Farrel apresentar ao público canções de country, folk e rock internacionais. O trio belo-horizontino Regali Blues Band comanda a noite a partir das 22h ao som do blues, e o festival é fechado com chave de ouro ao som do bluesman americano Mark Greenspon.

Sustentabilidade ganha destaque no festival

Muito mais que um intercâmbio cultural internacional, o Festival também se preocupa com a sustentabilidade. Cuidado, aliás, que deve ser universal.

O festival trará oficinas de sustentabilidade com várias ações focadas no tema.

Em parceria com estudantes da UFMG, o programa Real Sentir ensinará aos interessados a produção de materiais como sabonete, detergente e xampu orgânicos, utilizando recursos acessíveis. No festival, ainda haverá exposições de artesanato local.

Dança e gastronomia

Um dos destaques do Festival são as apresentações de dança. Durante os shows, o grupo belo-horizontino Manifesto 1 subirá aos palcos esbanjando sensualidade ao som do blues e do folk.

E para que a experiência do público seja completa, a boa culinária não pode faltar. Por isso, o Dipanas Bistrô ficará à frente da boa gastronomia mineira, levando ao público o melhor da comida de boteco, com opções de pratos vegetarianos e tradicionais. Para acompanhar os quitutes, cervejas artesanais serão vendidas no local.

theleegangcreditoflaviopatrocinio
The Lee Gang toca na sexta-feira

:: Serviço ::

Festival Internacional Chapadas Folk’n’Blues

Data e horário: 14 de outubro, de 18h às 3h, e 15 de outubro, de 15h às 3h

Local: Casa Antiga da Chapada (Estrada Principal da Chapada, 360, Chapada de Ouro Preto)

Ingressos: Entre R$ 40 (meia-entrada) e R$ 110 (passaporte inteira para os dois dias). Os ingressos podem ser adquiridos aqui.

Informações para o públicochapadasfolknblues@gmail.comeravinilbh@gmail.com – (31) 9950-24114

Redes:

Facebook https://www.facebook.com/chapadasfolknblues/?hc_ref=PAGES_TIMELINE&fref=nf

Evento https://www.facebook.com/events/1506701642689250/

LINE UP COMPLETO E BANDAS

___________________________________________

>> 14 DE OUTUBRO (SEXTA-FEIRA) <<

21h – That’s All Folk

Com uma pegada bem Folk, o Blues-Rock e o Country ficam bem mais interessantes e agradáveis aos ouvidos de seu público que vai desde os mais jovens aos mais experientes.

Formada por Gabriel Laender (Violão, gaita e vocais), Aluísio Miranda (Contra baixo), Thiago Mello (Violino) e Pedro Jet Campos (Bateria, percussão e vocais), a banda That’s All Folk surgiu em meados de 2015 em Belo Horizonte.

___________________________________________

23h – The Lee Gang

Banda mineira com influência dos músicos norte-americanos da década de 20, trabalhando as raízes do blues, country, jazz e folkmusic. O trabalho foi resultado de uma experiência de três anos nos EUA onde o grupo aprendeu as histórias e estilo de tocar violão dos artistas que fazem parte do repertório da banda, como Blind Blake, Robert Johnson, Prince Albert Hunt e Charlie Poole.

A banda é formada por Ana Cristina Miranda (Vocal, Kazoo, Washboard, Colher e Drumbox), Lisandro Ruas (Violão, Banjo e Vocal) e Tercio Patrocinio (Baixo, Gaita e Vocal) e Felipe Werneck  (Mandolin, Ukulele, Gaita, Washboard, Drumbox e Vocal).

___________________________________________

01h – HollyBomba

O trio ouro-pretano recebe a influência de clássicos do blues rock, como Led Zeppelin, Jimi Hendrix, Cream e Eric Clapton.

Formada por Filipe Nunes, Higor Ferreira e Heitor Diniz, a banda promete apresentar uma performance musical versátil e eletrizante no palco do Chapadas Folk’n Blues.

___________________________________________

03h – Jam Session

Grande encontro de convidados do Blues e do Folk interpretando grandes clássicos da vintage music e música folclórica.

___________________________________________

>> 15 DE OUTUBRO (SÁBADO) <<

18h – Country Bumpkins

Com apresentações inspiradas nos ícones da música Country e Folk acompanhadas de instrumentos e timbres típicos da época de cada música, a banda Country Bumpkins busca passar a ideia da música em preto e branco. O repertório é composto por Johnny Cash, Carter Family, Crosby Stills and Nash entre outros.

A banda é formada por Luciana Periard, Eduardo Sanna, Sandro Veríssimo, Marcelo Fidjol e Leandro Veríssimo.

___________________________________________

20h – Captain Farrel

Projeto dedicado à representar influências da música Country, Folk e Rock internacionais. O grupo se caracteriza pelo uso de instrumentos como a gaita, o ukulele e o bumbo de cajon, acompanhados de dois violões, duas vozes e uma pegada bem acústica que, ao mesmo tempo, estabelece total interação com o público.

A banda é formada por Felipe Dolabela, Raphael Ursino e Thadeu Santero.

____________________________________________

22h – Regali Blues Band

Regali Blues Band é um trio de blues belo-horizontino que tem por objetivo interpretar os grandes clássicos do gênero. Com o objetivo de democratizar o blues no Brasil, o grupo interpreta clássicos como T-Bone Walker, Screamin Jay Hawkins, Albert King e Ray Charles.

O trio é formado por Rafael Regali, Babys Regali e Lucas Sá.

___________________________________________

00h – Mark Greenspon 

Nascido e criado ao som do blues em Chicago, Mark Greenspon é vocalista com mais de 20 anos de estrada e vem para Belo Horizonte buscando uma parceria com os músicos de maior destaque do cenário do Blues da cidade.

Não se trata de uma única apresentação de um convidado de fora, mas de uma verdadeira interação entre as linguagens de blues de Chicago e Belo Horizonte, expressa por meio de uma série de shows que acontecerão pelos próximos 3 meses, cada um com diferentes músicos de Belo Horizonte. Ao final desse período, será gravado um CD com músicas inéditas, fruto desse intercâmbio musical.

Para compor cada faixa do CD, Mark Greenspon convidará um guitarrista de BH diferente, formando um álbum que trará o melhor da guitarra de blues de Belo Horizonte com um toque do blues de Chicago.

Devem participar do projeto grandes guitarristas do blues de BH, como Alexandre da Mata, Auder Júnior, Bruno Marques e Leo Machaca e também com vários outros músicos da Capital, no intuito de trazer o melhor do blues de Minas com um toque especial de Chicago.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s